Skip to content Skip to footer

Um roteiro pelo outro lado do Algarve

Estabelecemos, com os lugares de que gostamos, diálogos interiores. A recordação da nossa última viagem fez-nos regressar, este ano, ao Algarve com a mesma sede de conversas, ao ritmo de cada um. Alojados na Quinta das Flores, em Bensafrim, respirámos esteva e infinito. O tempo alongou-se como se nos quisesse presentear de possibilidades. Abrimos a porta a todas elas e tivemos muito prazer nisso. Descubra aqui alguns dos pontos que marcaram o nosso roteiro de uma semana no Algarve.

1. Conserveira do Arade

Descobrimos, em Parchal, a lógica do «merroir» através do Vincent Jonckheere, um belga que se apaixonou pela cultura portuguesa. Na companhia de Manuel Mendes, fundaram uma conserveira, com certificação de produção artesanal, cuja filosofia assenta na frescura da matéria-prima utilizada, na valorização dos recursos humanos, na ética e qualidade. Com uma gama de produtos únicos que a Elisa Malheiro cuidou em nos apresentar, saboreámos harmonizações únicas com a gama Villa Alvor Colheita.

2. Palmas Douradas

Em São Brás de Alportel, o atelier de Maria João Gomes tem «cheiro a humidade, a terra molhada, a férias, a felicidade» como a própria define a memória olfativa das palmas que faz questão de apanhar. Após o processo de secagem no terraço, «só de olhar para as palmas, já vejo o que quero fazer com elas». Na génese de criações fascinantes, como um chapéu cujo reflexo no espelho nos remete para a intemporal Audrey Hepburn, tudo pode ser o que é e muito mais.

3. Salmarim

«No inesquecível instante em que o calor e o vento formam à superfície da água delicados cristais de flor de sal», é como se a alma vibrasse cores que se refletem na água. Localizada em Castro Marim, fomos acolhidos na Reserva Natural do Sapal por Jorge Filipe Raiado. Apaixonado por arte e por pessoas, vivemos no Armazém uma experiência enogastronómica ímpar: tomate coração de boi sublimado por joias de sal, aqui produzidas, em harmonização com o Villa Alvor Singular Moscatel Galego Roxo.

4. Kozii

Fundada pela Cecília e pelo Nuno, a Kozii é uma «marca slow-fashion para quem anseia por estética, honestidade e sustentabilidade. Para sempre abraçando a ideia da moda como uma viagem intemporal. Num mundo constantemente forçado a enfrentar a rapidez, há um lugar onde a inspiração impulsiona histórias que vale a pena manter». No espaço em Tavira, viajámos através de padrões e experimentámos o conforto de peças que nos assentam num corpo sem idade. A beleza das coisas reside, definitivamente, na singularidade de cada olhar.

Regressaremos a cada um destes lugares, mais em detalhe, através da partilha da essência de uma região ímpar. Até lá, descubra cada um destes locais e saboreie o outro lado do Algarve.